Band não se envolverá no caso Dunga x Globo

https://i0.wp.com/www.adnews.com.br/imagens/Noticias/22610dunga.jpg

A briga entre Globo e Dunga não chegará à Band. Pelo menos é o que afirmou o diretor de esportes da emissora, José Emílio Ambrósio, à Folha de S.Paulo. Segundo Ambrósio, “há uma satisfação da imprensa pela forma como Dunga blinda a seleção. Mas essa é uma briga dele com a Globo”.

O caso começou no último domingo (20). Após a vitória brasileira sobre a Costa do Marfim, o técnico Dunga se irritou com o jornalista da Globo, Alex Escobar, que falava com Tadeu Schmidt ao telefone. De acordo com Schmidt, Escobar discordava das declarações do treinador fazendo um gesto em negativa com a cabeça.

Ao ver a reação do jornalista, Dunga interrompeu o que estava dizendo e perguntou: “algum problema?” Na sequência, o treinador proferiu ofensas que vazaram pelo áudio da sala de imprensa, além de rebater de forma ríspida os questionamentos sobre a partida.

A Globo se posicionou sobre o ocorrido no Fantástico daquele dia, classificando o comportamento de Dunga como “não compatível com alguém tão vitorioso no esporte”, com seu cargo e história. Tadeu Schmidt leu um editorial no programa ressaltando que Dunga “com frequência, usa frases grosseiras e irônicas”, e que mesmo assim a imprensa está ao lado da seleção.

“O que precisa ficar claro em mais esse episódio, é que torcemos muito para que a seleção chegue à conquista de mais um título mundial. E que a preocupação do Jornalismo da Rede Globo sempre foi a de levar a melhor informação a você, telespectador, independentemente de quem esteja no comando”, disse em nome da emissora.

No Twitter

O caso de Dunga também gerou outra enxurrada de mensagens no Twitter. Assim como o locutor da Globo, Galvão Bueno, o jornalista da emissora, Tadeu Schmidt (que transmitiu a posição da Globo), também ganhou o topo dos Trending Topics do microblog, com o “CALA BOCA TADEU SCHMIDT”.

Uma das mensagens em referência ao caso polemiza: “Xingou o técnico, é jornalismo; xingou os jornalistas, é crime contra a liberdade de imprensa”.

Mas enquanto parte dos usuários defende o treinador, outros usam o tópico como protesto para temas diferentes, como na frase “Tá Brasil, que tal parar de twittar CALA A BOCA TADEU SCHMIDT e levantar no TT os 18% de aumento aprovados p/ os Senadores durante a Copa?”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em televisao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s